17 de agosto de 2011

Cemitérios também pagam taxa de audiovisual


Segundo RR, a anda EDP cobra taxa de audiovisual aos cemitérios.

O caso é relatado pelo presidente de junta de freguesia de Vila Franca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, que considera que esta taxa constitui "uma verdadeira extorsão".

“Essa taxa vampiresca, verdadeiramente vampiresca, não respeita vivos nem mortos, não respeita o chão sagrado de um cemitério e continuamos a dizer que é absurdo. Por uma questão de bom senso, isto deveria acabar”. João Dinis sugere, por isso, que “as baixadas eléctricas dos cemitérios [nacionais] fiquem isentadas desta cobrança estúpida da taxa de audiovisual”.

O Ifonix está de acordo com a posição da EDP porque, se os "mortos" podem andar por aí a assombrar casas e pessoas, também podem pagar umas "taxazinhas" de audiovisual.
Mais se informa que não era descabida a ideia de acrescentar o pagamento de um imposto de circulação na via pública...

0 comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Para o topo da página